sábado, 22 de novembro de 2008

Um espelho, uma imagem.



Sinto uma dor. Ela me enfraquece. Ela quer me fazer enxergar...

Nunca deu atenção aos contos populares. Lembrou-se de sua querida avó contando-lhe Aquele, naquela chuvosa tarde de outono, onde o vento soprava assombrosas notas musicais – mais parecia uma sinfonia gótica.

Ela se foi. Porém não seus mitos e seus contos. Nem suas profundas lembranças. Agora, mais do que nunca, ela se fazia lembrar. A dor era tamanha.

- [...] é o dente do juízo; o dente da maturidade.
Era sua memória: daquela que em tempos de outrora, sentada na cadeira, já cansada das pernas de tanto se mover para frente e para trás, perdia-se em meio às histórias. Histórias que eram muito bem passadas para seus netos, para seus sobrinhos... para a eternidade; histórias que viriam se mostrar reais, como esta a estava sendo.

A dor daquele dente a fazia refletir sobre sua própria evolução, haja vista o tempo não a deixar pensar em nada, tampouco em si mesma. Tomou de um espelho e não sabia quem estava projetado naquela imagem. Não se reconheceu.

Era uma mulher. Dotada de uma vida adulta; quando se é criança, nunca se pensa nesses tempos; ou melhor, sempre se pensa. Queremos ser adultos, mas adultos juvenis... Não fugiu à regra. Não fujo à regra.

Essa transição é complexa, difícil: é o próprio reflexo da evolução humana.



ILuan dos SantosI

8 comentários:

Anônimo disse...

Belo texto,me identifiquei com o texto.E afinal,é aquele velho ditado," a dor nos ensina Gemer"

abraço.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
marcos leite disse...

Oi,gostei de teu blog!interessante!

Entre em meu blog!e veja meus textos!os sentimentos e emoções das palavras!

http://reefugio.blogspot.com

deixe seus comentários!pois suas palavras serão importante para mim!

Anônimo disse...

cara lindo..... nao sabia q vcs tinham um blog... muito legal msm... parabens.. to c muitas saudades ... bjao

Steph Ciciliatti disse...

Gostei muito do que escreveu, gostei mesmo!

ADILSON JORGE disse...

Muito legal o blog.


Nem tudo tem explicação mesmo.

Parabéns pelo texto.

Abraços
http://www.blogonews.blogspot.com/

Diogo disse...

Vocês deveriam lançar um livro...um best seller....acharei MARA!!


ahauahauahu

Grupo Luz do Caminho disse...

Luaaaann

Lindo o texto! Me identifiquei! Me lembrou muito da minha avó, das suas histórias e como ela vê o tempo passar...

Vc é mto talentoso, parabéns!

Beijosss

Camila Affonso